Acesse a Rádio Zoe

Rádio Zoe, a própria vida de Deus

Rádio G1

Acesse a Rádio G1

Seja um Colaborador

Seja você também um colaborador da rádio zoe

Rádio Alvo

Acesse a Rádio Alvo

Programação

Veja nossa programação clicando aqui

quarta-feira, 23 de março de 2022

Dia 26 de Março no Botânico Hotel Fazenda.. 1º Festival Gospel de Outono! Em araçatuba/sp

 



Dia 26 de Março no Botânico Hotel Fazenda..
1º Festival Gospel de Outono!
Com Fernandinhooooooooooo....
Dia de adorar Deus!!!!!!!!! Botânico Hotel Fazenda


Seja um apoiador

 GALERA SEJA VOCE  TAMBEM UM COLABORADOR AJUDE NOS A MANTER NOSSA RADIO ABENÇOANDO VIDAS .. 


BANCO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
 AGENCIA 1210 GUARARAPES

 CONTA POUPANÇA
 operação 013.

CONTA 👉 00029.604-6  
FERNANDO HENRIQUE EGAS

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL 





segunda-feira, 21 de março de 2022

Delegado de Araçatuba é encontrado sem vida dentro de viatura em córrego Acidente de carro deixa Guararapenses triste nessa segunda feira 21/03/2022

                       


   Delegado de Araçatuba é encontrado sem vida dentro de viatura em córrego na regiao de Araçatuba/sp

Nesta segunda-feira (21), o delegado de polícia conhecido como Marcos Roberto Alves da Costa de 58 anos, foi encontrado morto dentro uma viatura descaracterizada da Polícia Civil, segundo informações Ele havia saído durante a madrugada para atender uma ocorrência em Gastão Vidigal (SP) e, desde então, ele ficou incomunicável.
O delegado Marcos costa trabalhava na central de Polícia Judiciária de Araçatuba, mas respondia como titular pela delegacia de Gastão Vidigal.
De acordo com informações o veículo em que ele estava foi encontrado caído, com as rodas para cima, dentro de um córrego que fica entre Vicentinópolis, distrito de Santo Antônio do Aracanguá, e Nova Luzitânia na estada vicinal Antônio Vilela, em um trecho de descida, onde há uma curva bastante acentuada.
a pericia ira apurar o veículo para saber o que ocasionou o acidente, o delegado de Polícia Marcos Roberto Alves da Costa era delegado era de Campinas (SP), mas residia há vários anos na região de Araçatuba. Além da função de delegado na Polícia Civil ele também atuava como professor universitário. Ele também foi eleito vereador em Guararapes, pelo Partido Progressista.
O corpo do delegado Marcos Roberto de 58 anos, será velado a partir das 15h, no plenário da câmara Municipal de Guararapes, e o sepultamento está previsto para as 9hs de terça-feira 22/03

sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

Sou “imorrível”!

 








“Quem crê em mim, ainda que morra, viverá!” (João 11:25)


Minha esposa Valéria conta que certa vez, quando ela tinha aproximadamente 10 anos, no bairro de Mato Alto, em Campo Grande, no Rio de Janeiro, num belo dia de almoço no quintal da casa do vovô Duduca e da vovó Lina, dois meninos entre seis e cinco anos brincavam. Eles corriam no quintal, cada um com o seu revolver de brinquedo, buscando um acertar o outro, como heróis de faroeste, no seu imaginário infantil.

Por várias vezes, um deles acertava o outro, que “morria de brincadeirinha”. Mas o outro, sempre que era alvejado e ferido, continuava brincando. Até que o atirador inconformado, de tanto atirar e não ver os resultados das suas investidas, reclamou aos gritos com o outro: “Por que eu atiro, e você nunca morre?” Então, o outro respondeu: “Você não percebeu? Eu sou ‘imorrível’!”

Brincadeiras com revólveres (mesmo que sejam de plástico) à parte, pois há quem diga que aguçam a violência na formação do caráter da criança, esta história engraçada e verídica me trouxe à lembrança coisas interessantes e importantes que podem nos firmar ainda mais em nossa caminhada com Deus.

A morte, infelizmente, é algo que, como seres humanos, não conseguimos compreender. Não fomos feitos para entendê-la e, por isso, ela é algo que nos aflige profundamente; e, em alguns, causa-nos um profundo desespero, por tratarmos dela como o fim de tudo.

Quando Jesus se mostra como a “ressurreição e a vida” no texto de João 11, Ele nos dá esperança de que existe algo maravilhoso e bem além desta nossa expectativa de vida; há saída, há como viver novamente mesmo que tudo e todos à nossa volta nos considerem como mortos.

Há um novo caminho, uma nova razão razão, um novo significado e uma nova chance de recomeçarmos do zero. Em Cristo, podemos reerguer-nos em plenitude e cheios da vida dele em nós. Podemos regozijar-nos e ter alegria crendo, pela fé, que somente ressuscitados pela salvação através da cruz a nossa vida abatida e ferida já não é o fim, porque por meio do seu sangue, somos “imorríveis”.

“Ele nos deu vida”… (Efésios 2:1) Talvez seja por isso que o outro menino não queria morrer; pois além de sua morte ser o fim da brincadeira, seria também o fim daquele momento alegre com seu amigo. Acredito que ele já sentia, sem saber, que algum dia nós, humanos, poderíamos viver eternamente sem morrer, perpetuando assim a existência de uma vida feliz, com Cristo, mesmo em meio a tantas circunstâncias desfavoráveis.

Eu quero ser “imorrível”! Você pode ser “imorrível”! E mesmo que este adjetivo pareça engraçado, como fruto da criatividade de uma criança, ele se mostra real e perfeito para todos aqueles que já “passaram da morte para a vida” (João 5:24). São estes que, crendo assim, conseguem resistir aos tiros, às balas do pecado, mantendo-se sempre firmes como os inabaláveis e invencíveis da fé.

No final da brincadeira lá, no quintal em Mato Alto, os dois meninos se abraçaram, sorriram. E estão bem vivos até hoje!

Escolhendo a boa parte

 “Marta, Marta, estás ansiosa e preocupada com muitas coisas, mas uma só é necessária, Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada.”








Lucas 10: 41 e 42

Se eu não puder ser sol, quero ser, pelo menos, uma estrela para guiar no caminho certo.

E mesmo que eu não consiga ser uma fonte a jorrar, quero pelo menos, ser um copo d’água para matar a sede de alguém.

Ainda que eu não seja tão eloqüente e saiba falar palavras difíceis, quero com meu simples falar, dar animo e levantar a quem precisa.

Do que adianta ser espiritual demais, ter cargos demais, falar demais e ter responsabilidades imensas diante de tudo e todos, se minha mão não consegue alcançar aquele que precisa de um carinho ou de um afago.

Há uma falsa realidade imposta pela nossa cultura social cristã, de que se alguém tem muitos afazeres e projetos, este é especial, e por isso se destaca como o líder ou o estrategista, de planos mirabolantes que irão alcançar multidões, e assim o Reino de Deus será imensamente e rapidamente cheio através destas atitudes. Ledo engano. Estratégias são bem vindas e planejamentos são necessários, mas a realidade é de que se você não escolher a “boa parte”, você estará “chovendo no molhado”.

De maneira simples Jesus nasceu, veio ao mundo, e falou as multidões. Mas o povo o seguia não porque Ele traçava planos ou jogadas estratégicas de marketing, o seguiam porque de maneira simples e sincera amava a todos. Era sem aparência ou formosura e o mais desprezado dos homens (Isaias 53), mas o que atraia todos até Ele era o seu coração, cheio do desejo de amar e ser útil a alguém.

Jesus disse: “… o filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” Mateus 20:28.

Ele foi servo, foi amigo, foi defensor, sincero e abençoador, e assim deixou o exemplo para que sigamos as suas pegadas, sendo vasos de barro na aparência, mais, por dentro, cheios de amor e unção da parte de Deus.

Tenho buscado essa boa parte de que Jesus fala a Marta. Tenho tentado ser o máximo de benção a alguém, e isso na simplicidade. Tenho buscado entender que não é pela aparência, mas é o próprio Deus que nos capacita, e nos enche de dons para realizamos Seu querer. Devemos trazer sempre em nossa mente, que não será o nosso “corre-corre” ou capacidade humana, que irá nos levar ao centro da vontade de Deus para a nossa vida.

Quero ser sol… Estrela, fonte, copo d’água… Quero ser tudo, mas só o tudo que Jesus quer que eu seja.